O BRASIL

By Silvano Silva - 13:35:00







República Federativa do Brasil

GEOGRAFIAÁrea: 8.514.204,9 km². Metade da superfície e população da América do Sul. O quinto maior país do mundo em extensão territorial.

População Cresc. Anual Densidade
2000 170,115,463 +1.32% 20 hab./km2
2010 190,875,224 +1.11% 22 hab./km2
2025 217,929,781 +0.77% 26 hab./km2

Capital: Brasília, 1.985.000 hab. Outras cidades principais: São Paulo, 17,7 m; Rio de Janeiro, 10,6m; Belo Horizonte, 4,2m; Porto Alegre, 3,7m; Recife, 3,3m; Salvador, 3,2m; Fortaleza, 3m; Curitiba, 2,6m; Campinas, 1,86m; Belém, 1,63m; Manaus, 1,4m; Cubatão, 1,3m; Santos, 1,3m; Goiânia, 1,1m.
População urbana: 81%.

POVOS

O Brasil é um “cadinho” de nações, com muitos casamentos inter-raciais; por isso, as porcentagens dadas abaixo não são absolutamente precisas.

Europeus: 53,5%. Portugueses, 15%; Italianos, 11%; Espanhóis, 10%; Alemães, 3%; outros: 15%.
Raças miscigenadas: 34,4%. Mestiços e Mulatos.
Africanos: 11%. Descendentes de escravos trazidos do oeste da África e de Angola.Ásia: 1%. Japoneses, 1.400.000; Árabes, 180.000; Chineses, 180.000; Coreanos, 70.000.
Ameríndios: 0,14%. Em 1900 havia 500.000 índios em 230 tribos, mas agora estima-se que haja 240.000 em 200 tribos, e continuam diminuindo devido à invasão dos novos colonizadores, à perda da terra e às doenças.
Alfabetização: 83%. Língua oficial: Português. Total de línguas vivas: 195. Línguas com as Escrituras: 1Bi, 40NT, 31por, 55t.e.a.

ECONOMIA
Um grande potencial econômico em desenvolvimento no interior das regiões norte e oeste. Um rápido crescimento e industrialização nas décadas de 60 e 70 no sul fizeram do Brasil uma das nações-líder da indústria e comércio mundial. A inflação elevada na década de 80, dívidas no exterior e uma grave disparidade entre os ricos (30%) e os pobres (70%) levaram o Brasil à beira do desastre. Houve uma melhora econômica na década de 90, mas as questões cruciais de corrupção, protecionismo, estatais, gastos excessivos dos estados e a crescente crise ecológica na Amazônia ainda têm que ser resolvidas. Desemprego: 8%. IDH: 0,750; 69º/174. Dívida Pública: 11% do PIB. Renda per capita: $4.400 (15% dos EUA).
Nota, Jan/2003: A crise da Argentina afetou a economia do Brasil com menos intensidade do que faria em épocas anteriores. A economia brasileira mostrou-se bem fundamentada, apesar do perigo da inflação. O novo governo tem mostrado firmeza em suas atitudes, o que tem inspirado confiabilidade aos mercados e governos estrangeiros.

POLÍTICA
Independente de Portugal em 1822, tornou-se uma república federativa em 1889. O governo de autoritarismo militar entre 1964 e 1985 deixou um legado de desigualdade social, ineficiência burocrática e posse de estatais de grandes áreas da economia. A democracia multipartidária foi restaurada em 1985. O clamor popular contra a corrupção do presidente forçou à sua renúncia em 1992, e a democrática prestação de contas para o povo tem melhorado desde então.


RELIGIÃO
Liberdade religiosa e separação entre Igreja e Estado. Há ainda uma inclinação nos círculos governamentais a favor do catolicismo.


Religiões População % Adeptos Cresc. Anual
Cristã 91.43 155,536,568 +0.7%
Animista/Espírita 5.00 8,505,773 +1.7%
Sem religião/outros 3.01 5,125,476 +2.9%
Budista 0.25 425,289 +0.5%
Judaica 0.21 357,242 +2.3%
Muçulmana 0.10 170,115 +1.3%

Cristãos Denom. Filiados% .000 Cresc. Anual
Protestantes 116 6.63 11,274 +1.1%
Independentes 216 5.80 9,859 +3.6%
Anglicanos 1 0.07 125 +7.5%
Católicos 1 73.18 124,500 -0.4%
Ortodoxos 15 0.11 188 +0.8%
Marginais 59 1.16 1,970 +3.9%
Não-filiados 4.48 7,621 n.d.

Igrejas Megabloco Cong. Membros Filiados
Católica C 25,500 90,875,912 124,500,000
Assembléia de Deus P 22,000 2,000,000 4,100,000
Adv. do Sétimo Dia P 3,378 882,352 1,500,000
Congregação Cristã I 4,500 675,000 1,350,000
Convenção Batista P 5,765 843,638 1,200,000
Brasil para Cristo I 4,500 800,000 1,200,000
Test. de Jeová M 7,730 528,034 1,200,000
Deus é Amor I 5,000 600,000 1,200,000
Confissão Luterana P 2,700 713,287 1,020,000
Católica Apostólica I 349 300,000 600,000
St dos Últ. Dias (mórmons) M 1,310 437,956 600,000
Igr. Univ. do Reino de Deus I 1,200 300,000 600,000
Igr. Inter. do Evang. Quadrangular P 2,300 212,000 500,000
Conv. Batista Nacional I 1,294 220,000 370,000
Presbiteriana P 1,867 280,000 370,000
Igr. Congregacional Evangélica P 2,250 180,000 300,000
Igreja Evang. Luterana do Brasil P 1,800 125,749 210,000
Metodista P 2,400 120,000 200,000
Igreja da Restauração I 560 140,000 200,000
Episcopal A 320 51,230 125,000
Irmãos Cristãos P 810 65,000 120,000
Presbiteriana Independente P 500 60,000 100,200
Convenção dos Batistas Evangélicos P 1,204 65,000 90,000
Igreja Adventista da Promessa I 473 26,000 56,000
Aliança Evangélica Cristã P 665 13,308 35,000
Outras denominações [387] 2,807,230 6,261,000
Total de cristãos [410] 103,282,000 147,916,000

Observação: Tanto os católicos como vários grupos pentecostais alegam ter maior número. Estes números foram ajustados em conformidade com o censo e com grupos de pesquisa independentes. Os números dados aqui são substancialmente mais baixos do que aqueles dados na edição de 1993 do Intercessão Mundial.


Agrupamentos Transbloco pop% .000 Cresc. Anual
Evangélicos 12.6 21,379 +4.4%
Carismáticos 23.2 39,524 +2.4%
Pentecostais 7.9 13,523 +5.3%


Missionários do Brasil
P, I, A 4.754 em 132 agências, em 100 países: Brasil, 3.440; Portugal, 103; Paraguai, 85; EUA, 68; Guiné-Bissau, 66; Moçambique, 63; Espanha, 62; Reino Unido, 52; Peru, 51.
Missionários no Brasil
P, I, A 3.100 em 205 agências de 41 países: EUA 2.060; Reino Unido, 210; Alemanha, 200; Coréia, 140; Canadá, 132.

Resposta de Oração
1 A fome espiritual contínua em meio à incerteza tem feito com que muitos busquem a Deus. Os evangélicos continuam a crescer em número e influência – mas não de acordo com a taxa que muitos criam no passado. Note o crescimento no gráfico acima.
2 O Estado de Goiás era bem conhecido pelo espiritismo, mas a intercessão contínua das mulheres está quebrando este poder. Em 1992 os evangélicos perfaziam 7% da população, mas até 1999 eles cresceram muito.
3 O movimento missionário brasileiro continua a crescer e a amadurecer.

Desafios de Oração
1- O governo continua a evitar a dolorida reestruturação e a consertar os erros do passado. Dizem que o Brasil é um paraíso para alguns, um purgatório para a maioria e um inferno para 20% da população. Ore para que a corrupção endêmica, a troca de favores, as injustiças da sociedade e discriminação contra os pobres, contra as crianças desprivilegiadas economicamente e contra os povos indígenas, possa acabar.
Nota, Jan/2003: Com a eleição de um novo presidente, a esperança de um Brasil melhor foi reacesa na mente dos brasileiros. Com a posse, muitos crentes comprometidos com Jesus assumiram cargos importantes dentro do governo. Ore pela atuação deles no meio político e nas decisões do país e dos estados em que cumprirão seus mandatos. Ore também para que esta esperança leve os brasileiros a uma fé intensa no Senhor Jesus.

2 - A igreja católica está em crise. O Brasil é o maior país católico do mundo, com quase 10% de todos os católicos. A perda anual para os evangélicos e para o espiritismo de 600.000 continua. Somente 13% dos católicos são ativos em seu compromisso; o nominalismo e o espiritismo são predominantes entre aqueles que professam aquela fé. A mudança tem que vir, mas o movimento de “Comunidade de Base”, uma vez com dois milhões, perdeu muito da sua força. Uma adoção generalizada da teologia da libertação nas décadas de 70 e 80 diminuiu com a prosperidade e democracia crescentes. As mudanças positivas são estas:

a) A vocação ao sacerdócio entre os brasileiros cresceu, e agora somente 25% dos 15.300 padres são estrangeiros.
b) O crescimento do movimento carismático continua em ritmo acelerado, com mais de 15 milhões de participantes ativos.
c) Os êxitos das denominações evangélicas têm estimulado um ministério e adoração contemporâneos mais favorável às pessoas, e um crescimento maior dos católicos carismáticos, assim como a freqüência às missas tradicionais.
Ore para que a Bíblia e a Sua Verdade possam moldar as vidas dos católicos.

3 - Os desafios que os evangélicos brasileiros enfrentam. Interceda pelo seguinte:

a) Relevância e uma voz profética na sociedade brasileira. A visão evangelística é raramente estendida para uma visão de trazer a mensagem de justiça a uma sociedade devastada por desigualdade, injustiça, egoísmo, crime, imoralidade e AIDS. Os evangélicos aumentaram seu poder político, mas há muitas provas de carnalidade, assim como de falha moral e ética entre aqueles com um alto perfil público. Ore para que eles possam usar a sua influência crescente com sabedoria e em santidade bíblica e humildade.
b) Profundidade espiritual. O sucesso, ao invés da santidade, tem produzido muitas tendências não salutares: uma ênfase exagerada em cura e prosperidade, uma "adoração" numerosa e exagerada, um grande zelo pelo evangelismo, porém, pouca preocupação em reter ou discipular em profundidade aqueles que buscam auxílio. Os resultados são convertidos exageradamente evangelizados, porém mal-nutridos, muito legalismo mesquinho, um crescente nominalismo pentecostal e uma enorme taxa de apostasia com milhões de ex-evangélicos, agora desiludidos com o cristianismo.
c) Liderança servil piedosa que presta conta àqueles a quem ministram. Alguns líderes têm procurado poder político e eclesiástico, fama e lucro próprio. Ocorreram muitos escândalos e falhas morais amplamente divulgados.
d) Modelagem e treinamento efetivos para aqueles chamados ministros cristãos. Somente uma minoria de 75.000 congregações evangélicas são guiadas por pessoas com treinamento teológico básico. Em 1992, havia 321 seminários e institutos, em que mais de 12.000 estavam sendo treinados para o ministério, e também 275 escolas bíblicas da Assembléia de Deus com mais de 12.000 alunos. Isto cresceu muito: mais de 7.000 estavam sendo treinados nos seminários batistas até 1999, porém todas as formas de treinamento teológico precisam ser ampliadas para fornecer à Igreja cuidado pastoral e liderança bíblica. Poucos querem servir onde a necessidade é maior.
e) e) Unidade. Há algo em torno de 400 e 4.000 denominações evangélicas. Relacionamentos interpessoais não resolvidos, ciúmes, invejas e ódios têm enfraquecido suas vozes. Ore para que a Associação Evangélica Brasileira, fundada em 1991, possa ser um meio para promover a unidade duradoura, a comunhão e a cooperação em oração.

4- Metas para o novo Milênio. Uma conferência visionária patrocinada pelo Projeto Brasil 2010 e associada a DAWN foi um catalisador para uma unidade sem precedentes e compromisso de cooperação para as metas nacionais de oração e ação:

a) Milhares de novas igrejas a serem implantadas como uma iniciativa nacional interdenominacional. A meta é que haja uma igreja para cada 1.000 habitantes urbanos, e uma igreja para cada comunidade rural e ribeirinha, que deverá resultar em 250.000 congregações até 2010.
b) Adoção e implantação de igrejas entre os 139 grupos indígenas ainda não alcançados.
c) Ênfase nas centenas de cidades brasileiras e municipalidades com menos de 1% de evangélicos. Quase todas estão no nordeste.
d) Adoção de 173 povos não alcançados em outras terras.

5 O espiritismo é uma força dinâmica do mal no Brasil. O Brasil não é somente o maior país católico, mas também o país mais espírita do mundo. O espiritismo apela para as emoções e oferece cura física, que fazem dele uma alternativa atraente ao cristianismo tradicional. Em 1975 havia pelo menos 14.000 centros espíritas dirigidos por 420.000 médiuns. Há sete milhões de brasileiros praticando o kardecismo (“alto” espiritismo) e milhões praticando a umbanda e o candomblé (“baixo” espiritismo, com raízes africanas). A maioria dos brasileiros está envolvida, mesmo se dizendo cristãos. Ore tanto pelos cristãos dispostos e espiritualmente equipados para ministrar a aqueles amarrados por satanás, como também pela libertação de muitos.

6- O desafio dos povos menos evangelizados. Ore por um avanço evangelístico efetivo, e pela implantação de igrejas nestes lugares:

a) Nas miseráveis favelas. Estas favelas são uma mancha extremamente visível em cada grande cidade. Lar de quase 20 milhões de pessoas necessitadas e afligidas pela pobreza, e de 20 a 25% da população do Rio de Janeiro e de São Paulo. Estas áreas sem lei são raramente invadidas pela polícia, e são canteiros do crime, das drogas, da violência, da prostituição e das doenças. A AIDS é um dos problemas.
b) O nordeste é pobre e subdesenvolvido e também tem a menor porcentagem de evangélicos do Brasil. Em torno de 15 milhões de pessoas vivem no Sertão pobre, mas somente 3% são evangélicos. Há um grande êxodo de pobres para o Amazonas e às cidades do sudeste. Ore por auxilio cristão sábio e por desenvolvimento através da presença efetiva de missionários brasileiros e estrangeiros.
c)A Bacia Amazônica , que é maior do que toda a Europa, sem incluir a Rússia, é de importância global por causa das suas florestas geradoras de oxigênio, e por causa de sua enorme biodiversidade. Ela também é espiritualmente necessitada. Os desafios de alcance evangelístico são os assentamentos de pioneiros que estão surgindo ao longo das estradas através das florestas, e os 36.000 ainda sem igrejas das comunidades ribeirinhas, acessíveis somente por barco. A UFM, Assembléia de Deus, Batistas, JOCUM e outras estão envolvidas, com o apoio da Asas do Socorro (MAF) em algumas áreas. A implantação de igrejas torna-se difícil devido à relativa pobreza, perda de membros-chave para as cidades e ao isolamento geográfico.
d)As Cidades. Apesar delas terem numerosas igrejas, também têm minorias étnicas, assim como as elites da nação, que estão ainda mais longe de serem alcançados. Ore para que a Igreja possa encontrar meios efetivos para romper as barreiras e entrar nestes grupos.
e)Os Japoneses. Mais de 60% são católicos romanos, mas somente 3% são protestantes. Em 1992, havia 80 igrejas evangélicas com 7.000 crentes japoneses adultos, com pouco crescimento desde então. Ore pelas testemunhas da Igreja Holiness Japonesa (OMSI), pela Missão Evangélica do Japão e pela UFM. Muitos japoneses brasileiros foram para o Japão como trabalhadores mal remunerados. A Igreja Holiness enviou missionários para trabalhar entre eles.
f) Os 180.000 chineses que vivem, na sua maior parte, em São Paulo, onde há 12 pequenas congregações evangélicas; mas a porcentagem de cristãos (1,7%) é baixa. Contrastando, há mais de 42 igrejas para os 60.000 coreanos. Hoje há um ministério da Missão Horizontes dedicado a alcançar este grupo.

7- Os menores de 18 anos são mais de 50% da população. Há uma lacuna generalizada no ministério para crianças e jovens, tanto dentro das igrejas como fora delas. Ore especificamente pelos seguintes motivos:

a) Crianças em crise. Lembre-se diante do Senhor:
i) Das 10 milhões de crianças que ganham a vida nas ruas. Ore pelas muitas igrejas e agências que têm orfanatos, lares-refúgio, centros de recuperação e ministérios de treinamento (JOCUM , UFM, Missão Amém (WEC) , Antioquia, etc.).
ii) Das centenas de milhares de crianças de rua que não têm lar e estão sujeitas ao abuso das drogas, prostituição, mal uso por gangues de criminosos e até assassinatos. (mais de 1.500 assassinatos a cada ano).
iii) Das 7 milhões de crianças que trabalham.
iv) Das 500.000 envolvidas em prostituição.
v) Das 540.000 já infectadas pelo vírus da AIDS em 1999.
Ore também pelos cristãos para que sejam ativos na ação social para que abracem as causas espirituais e econômicas.
b) Jovens que enfrentam muitas pressões, especialmente nas universidades. Há cerca de 1.700.000 alunos em 851 universidades. Ore por mais obreiros para ministrar a eles. A Cruzada Estudantil e Navigators são ativos, e a ABU (IFES) está causando um impacto significativo com grupos na maior parte das universidades. Eles ajudam os alunos a vir ao Senhor, edifica-os na Palavra e encoraja-os a uma visão missionária. A ABU tem um ministério com os cristãos graduados.
c) Ministério adequado para as crianças e jovens nas igrejas. Há uma enorme lacuna nesta área na maioria das congregações. Sem isso, a próxima geração será, na melhor das hipóteses, mal discipulada ou terá uma fé nominal e, na pior das hipóteses, rejeitarão a fé dos seus pais.

8- Os ameríndios nativos, assim como em outras partes das Américas, têm uma longa história de preconceito, opressão, massacres e exploração, que continua até hoje. Agora há leis protetoras para os pequenos grupos tribais remanescentes, mas elas são raramente aplicadas. A sobrevivência contínua destes povos está ameaçada por madeireiros invasores, mineradores e fazendeiros. A cultura deles está se desintegrando através do desespero, da doença, do abuso do álcool e do suicídio. Dos seis milhões dos povos indígenas em 1500 d.C, agora são 358.272, com muitos reduzidos a pequenos grupos em áreas inacessíveis da bacia do Amazonas. Ore por:

a) Uma mudança de atitude da parte dos brasileiros, e por um equilíbrio sábio da parte dos órgãos governamentais para proteger as culturas existentes, assim como pela integração deles à vida da nação. Tragicamente, são sempre aqueles designados para “proteger” estes povos que se tornam os maiores opressores e exploradores.
b)Uma reversão nas restrições ao trabalho missionário entre eles. Em 1978 o ministério da SIL em 41 tribos, NTM em 20 e UFM em 5 foi severamente restringido. Isto foi engatilhado por antropólogos anticristãos, grileiros, garimpeiros e funcionários corruptos. Ore para que esta aliança não santa possa ser frustrada em relação a este impedimento ao evangelismo, à implantação de igrejas, e à tradução da Bíblia. Tem havido algum desembaraço nas restrições na ultima década.
c) As agências cristãs que ministram a eles. Há quase 1.000 obreiros nacionais e estrangeiros ministrando aos índios brasileiros. Ore por um compromisso maior com este ministério da parte dos brasileiros; eles enfrentam menos controvérsias. Ore pela
com 251 missionários em 17 tribos (com um alvo de mais 22), SIL em 45, UFM em 7, SAM em 4, JOCUM em 2 e várias agências brasileiras. Ore também por uma sensibilidade ao aplicar a mensagem do Evangelho de maneira que sejam bíblicas, e que proporcionem orgulho à sua língua e cultura.
d) Tradução da Bíblia - SIL, a ALEM brasileira e a NTM fizeram um grande investimento de esforço, tempo e pessoal neste ministério. Mais de 55 projetos de tradução estão em andamento, e mais 56 línguas necessitam de pesquisa para esclarecer as necessidades de tradutores. Mais de 19 línguas estão a beira da extinção.
e) Os não alcançados. Cerca de 40 grupos tribais menores, totalizando em torno de 5.000 pessoas, que ainda tem que ser contatados pelo Evangelho. Um total de 131 estão listados como ainda sem congregações viáveis de crentes evangélicos. Ore para a completa evangelização e preservação da integridade da sociedade deles.
f) Os Ianomâmis, com algo em torno de 15.000 pessoas entre as fronteiras do Brasil com a Venezuela. A terra deles foi invadida, despojada e envenenada por garimpeiros ilegais. Mais de 2.000 foram mortos em confrontos com os colonos. Muitos grupos poderosos procuram a expulsão dos missionários que estão trabalhando entre eles.
g) Os Guaranis, na fronteira com o Paraguai, chegam a 30.000, mas têm sido privados de suas terras com tanta freqüência que estão rapidamente morrendo em uma onda de suicídios, tuberculose e desnutrição. Sabe-se da existência de cerca de 300 crentes entre eles.

9 O papel dos missionários mudou com o passar dos anos. Os ministérios mais importantes para missionários, hoje, estão envolvidos no treinamento de lideranças, na capacitação dos missionários brasileiros, e no trabalho pioneiro na região do Amazonas. As missões com o maior número de obreiros: JOCUM (1.068, 93% brasileiros), NTM (451, 58% brasileiros), IMB-SBC (267), SIL/WBT (177), Junta de Missões Nacionais Batista (177), ABWE (135), UFM (121), Assembléia de Deus (115, 20% brasileiros), LL (58), Igrejas de Cristo/Igrejas cristãs (57), MAF (53), Irmãos (52), Missão Amém -WEC (52, 54% brasileiros), BMS- Reino Unido (48), CBI (39), GMU (35). Ore por uma organização e preparação sábia e estratégica da força missionária, para que a Igreja Brasileira obtenha a máxima vantagem.

10- Louve a Deus pelo rápido crescimento e maturidade do movimento de missões brasileiras. O Brasil se tornou a nação que mais envia missionários . Ore pelos seguintes motivos:
a) Pela AMTB – uma associação de agências missionárias transculturais, que reúne muitos dos 2.000 missionários brasileiros transculturais servindo em 92 agências e 85 nações.
b) Pelos missionários brasileiros: o seu recrutamento, treinamento efetivo, preparação para o campo, sobrevivência em longo prazo e frutificação nas situações transculturais.
c) Pelas congregações cristãs, para que aumentem o seu compromisso de oração em longo prazo, envio e sustento dos missionários. O perigo é que o entusiasmo inicial possa murchar rapidamente, e a inflação corroa o sustento financeiro prometido. As posturas em relação às missões transculturais mudaram um pouco durante a década de 90.
d) Pela Associação de Conselhos Missionários de Igrejas (ACMI), fundada em 1990, que tem por alvo ajudar as igrejas locais a montar estruturas de missões viáveis, programas e mecanismos de canalização.


Fonte: Intercessão Mundial - Quando nós oramos Deus trabalha - Edição Século XXI - Patrick Johnstone e Jason Mandryk
Informações e pedidos: publicacoes@mhorizontes.org.br

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

ESTAREI OLHANDA E RESPONDENDO, O SEU COMENTÁRIO, OK.